Casa de Apoio

Casa de Apoio - 2016

Um novo ano, novos desafios!

Temos como prioridade a integração social, respeito a individualidade e trabalho para manter o vínculo familiar sempre que possível visando a reintegração familiar. A política pública de abrigo vem sofrendo mudanças ano a ano e hoje é uma prioridade do Ministério Público e das Varas da Infância e Juventude que as crianças permaneçam na instituição o menor tempo possível. Essa nova realidade, que nem sempre é possível concretizar, fez mudar o perfil do trabalho desenvolvido pela instituição que hoje passou a trabalhar com maior rotatividade de crianças. Se por um lado a perspectiva de colocação dessas crianças num lar é dar uma nova oportunidade a elas, por outro lado a composição desse “lar” nos preocupa uma vez que vemos alguns processos correndo com celeridade, com adaptação nem sempre adequada à criança e a eventual falta de estrutura psicológica das famílias que recebem as crianças, sejam elas famílias de origem, extensas ou substitutas, podem ocasionar o retorno da criança ao abrigo ou a uma família acolhedora*.

Hoje a Casa de Apoio Pediátrico mantém crianças e adolescentes entre recém nascidos até jovens de 19 anos de idade. Tentamos suprir as necessidades de cada um, e para aqueles com maior tempo de permanência tentamos dar possibilidade de fazê-los ter uma vida independente quando desligados. Para isso fazemos parcerias com escolas, cursos profissionalizantes, cursos de línguas, desenho, academias e clubes.

Em 2016 a Viva Cazuza desligou 14 crianças por adoção; 13 por reintegração familiar; 02 transferidos para outros abrigos. Uma completou maioridade, mas resolver permanecer na instituição.

  • Foram servidas 33.260 refeições;
  • 378 consultas específicas para o HIV;
  • 25 consultas médicas de especialidades diversas; 
  • 242 consultas psicológicas;
  • 85 consultas odontológicas;
  • 31 dias de internação domiciliar

* família acolhedora é um programa onde o governo paga paga à família para que receba e cuide da criança, também por um período que não deve ultrapassar seis meses, e ao atingir a maioridade o acolhido é desligado da família. 

01/06/2016, 06:39 h

Projeto Cazuza

Projeto Cazuza

O Projeto Cazuza foi criado para manter viva a imagem do cantor. 
É um espaço especial com seus livros, discos, composições, a máquina de escrever, fotos, prêmios da MPB e tudo que resgate a memória de Cazuza.
Veja aqui os produtos disponíveis no Projeto Cazuza

Apesar de não ter verba específica a Viva Cazuza está digitalizando, aos poucos, o acervo do Cazuza com o objetivo de disponibilizar no site do cantor. Saiba mais sobre a vida e a carreira do cantor no site:

03/08/2015, 13:23 h

Prevenção e Treinamento - 2010

Projeto de Prevenção

Dentro do trabalho de prevenção a Sociedade Viva Cazuza participou em 2010, com mais de 87 inserções em programas jornalísticos e de entretenimento nos canais abertos de TV, rádios e jornais diários.
Dentro das atividades relativas ao Dia Mundial de Luta contra a Aids, participou da campanha “A moda na luta contra o HIV” em evento no Palácio da Cidade; Realizou junto com a L’Oreal o calendário da campanha “Cabeleireiros na luta contra a Aids”, fez visita no dia 1 de dezembro à Clínica da Família Zilda Arns, em solidariedade aos moradores do morro do Alemão, participou de missa na capela do Cristo Redentor quando ele foi iluminado de vermelho como símbolo da luta contra a Aids.
Recebeu a visita de delegação da UNAIDS composta por:
Exmo. Sr. Michel Sidibé – Subsecretário Geral das Nações Unidas e Diretor Executivo do Programa Conjunto da ONU sobre HIV/Aids (UNAIDS)
Exmo. Sr. Festus Mogae - Ex. Presidente de Botswana e Presidente da “ Campeões por um Geração livre do HIV.
Exmo. Sr. Mohammed ElBaradei - Fundador e Presidente da “Associação Nacional para Mudança”, vencedor do Nobel da Paz (2005).
Sr. Abdoulie Janneh - Secretário Executivo da Comissão Econômica das Nações Unidas para África.
Sr. Kirsten Nematandani - Presidente da Associação Nacional de Futebol da África do Sul.
Sr. Mário Constantino - Assessor Político/Diplomático da Secretaria Geral da Comunidade de Países de Língua Portuguesa.




03/08/2015, 13:35 h

Prevenção e Treinamento - 2011

Dentro do trabalho de prevenção a Sociedade Viva Cazuza participou em 2011, com mais de 100 inserções em programas jornalísticos e de entretenimento nos canais abertos de TV, rádios e jornais diários.

A presidente da Sociedade Viva Cazuza lançou em maio de 2011, pela Editora Globo, o livro “O Tempo não Para – Viva Cazuza” que conta história de 20 anos de trabalho na instituição.




Trabalhou nas mídias sociais visando atingir o público jovem, que segundo o Boletim Epidemiológico do Ministério da Saúde está entre um dos mais vulneráveis para o HIV/Aids. Incrementou o website www.vivacazuza.org.br trazendo informações e atualizações científicas sobre o tema assim como sobre as políticas públicas de saúde, atingindo uma média de 20 mil acessos mensais. Incrementou o twitter @VivaCazuza que hoje tem mais de 70 mil seguidos e desenvolveu um novo facebook institucional com mais de 4.600 pessoas acessando e “curtindo”. 

Participou da Campanha Cabeleireiros contra a Aids uma parceria com a L’Oreal em seu terceiro ano.



5. Lançou o 1º Prêmio Cazuza de Vídeo em parceria com a UNAIDS, Ministério da Saúde, Secretaria Municipal de Saúde da cidade do Rio de Janeiro, L’Oreal, MultiShow e Rede Globo com objetivo de chamar jovens para pensar e fazer um vídeo de prevenção ao HIV/Aids que será a campanha de prevenção do Carnaval 2012. O Prêmio conta com um corpo de jurados do mais alto nível com objetivo de dar credibilidade e visibilidade ao prêmio e são: Glória Perez, Preta Gil, Washington Olivetto, Daniel Filho, Fernando Meirelles e Dr. Pedro Chequer. O Prêmio será todo realizado através da internet e está hospedado no endereço: http://premio.cazuza.com.br


03/08/2015, 13:35 h

Assistência Social - 2014

No ano de 2014 atendemos socialmente 178 pacientes/mês visando adesão ao tratamento e doação de cestas básicas.  Em 2014 demos prosseguimento a parceria com a Secretaria Municipal de Saúde e Defesa Civil atendendo pacientes provenientes da rede municipal. Foram doadas 1.563 (um mil quinhentos e sessenta e três) cestas básicas. Foram doados preservativos em quantidade diferenciada por pacientes, de acordo com solicitação dos mesmos. No período 01 paciente foi a óbito, 01 ingressou no mercado de trabalho e saiu do projeto e 01 abandonou o projeto. A continuidade atendimento e principalmente do acompanhamento social dos pacientes atendidos trouxe maior vínculo entre a instituição e os pacientes possibilitando intervenção nas questões de saúde e sociais apresentadas. 


  

Hoje o trabalho atua também dando maior suporte no combate ao preconceito, junto as escolas, onde estudam os filhos dos pacientes, encaminhamentos para atendimentos jurídicos, psicológicos, odontológicos entre outros, tendo tido bom resultado no que diz respeito a adesão, diminuição de infecções oportunistas e internações hospitalares.

  

03/08/2015, 09:59 h

Prevenção e Treinamento - 2014

Dentro do trabalho de prevenção a Viva Cazuza participou em 2014 com mais de 120 inserções em programas jornalísticos e de entretenimento nos canais de TV, rádios e jornais diários.


Participou da campanha Cabeleireiros contra a Aids e do evento em parceria com a L'Óreal Corte Solidário.