• Casa de Apoio - 2014

    Em 2014 o número de adoções voltou a crescer, inclusive com crianças maiores de 5 anos de idade, o que é mais difícil. Continuamos a receber bebês expostos ao HIV, filhos de mães usuárias de drogas e população de rua que não fazem o pré-natal.

    Principais conquistas:

    • Novas crianças - em 2014 a Viva Cazuza recebeu 8 crianças, na maioria bebês;
    • Reintegração familiar - Duas adolescentes foram reintegradas à família;
    • Adoção - 07 crianças foram adotadas;
    • Maioridade - 02 completaram a maioridade e permanecem na instituição;
    • Saúde - As crianças fazem acompanhamento médico três vezes por semana e sempre que necessário, tendo 100% de adesão ao tratamento.
    • Educação - 02 estão cursando o ensino médio profissionalizante, 01 fez curso profissionalizante no SESI de auxiliar de cozinha e posteriormente de padeiro, os demais estão no ensino básico em escola da rede pública municipal e outra faz curso de patchwork. Ainda fazem aula de desenho, frequentam academia e praticam esportes.



    • Atividades desenvolvidas:
    • até dezembro de 2014 realizou 387 consultas médicas exclusivamente destinadas ao acompanhamento do HIV;
    • 30 consultas médicas diversas;
    • 09 consultas odontológicas;
    • 328 consultas psicoterápicas;
    • 95 consultas fonoaudiológicas
    • fornecimento de 36.500 refeições;
    • fornecimento de medicação específica para Aids e medicação em gereal sempre que necessário;
    • as crianças frequentam escolas da rede pública municipal e estadual;
    • 03 adolescentes frequentam academia de ginástica na bairro com bolsa;
    • 01 faz curso de desenho na escola do Daniel Azulay;
    • 01 faz curso de patchwork;
    • Equipe contratada pela Viva Cazuza formada por: 01 gerente e coordenador de projetos, 01 supervisor, 01 assistente de supervisão, 01 assistente social, 01 pedagogo, 01 educador de nível superior, 06 técnicos de enfermagem, 04 educadoras/cuidadoras, 02 cozinheiras, 01 ajudante de cozinha, 03 serventes de limpeza, 01 servente de lavanderia, 01 motorista, 02 vigias noturnos;
    • A Viva Cazuza mantém uma equipe técnica formada por profissionais voluntários composta por: 01 médico especialista em Aids, 01 médico psiquiatra, 01 médico neurologista, 01 médico otorrino, 01 médico oftalmologista, 02 dentistas, 10 psicoterapeutas, 05 fonoaudiólogos, 02 psicopedagogos, 02 fisioterapeutas, 01 nutricionista;
    • Como a maioria dos menores da Casa de Apoio são pré adolescentes e adolescentes estamos optando por atividades nos finais de semana junto com os amigos de escola, além de passeios em parques, praias, teatros, cinemas, lanchonetes e restaurantes. Alguns já tem namorado(a).
    • Atividades culturais dentro e fora da instituição;
    • Palestras nas escolas da rede pública municipal e estadual, onde as crianças estudam, visando diminuição do preconceito e melhora na convivência social;
    • Acompanhamento social dos familiares das crianças e funcionários da casa. Reuniões visando a orientação e permanência nos serviços de saúde para aqueles que são portadores do vírus do HIV, orientação nos casos de passes em condução por invalidez, aposentadoria e fornecimento de medicação quando necessário e quando está em falta nos postos de saúde além de doação de cestas básicas para aqueles que necessitarem.
    Todo atendimento feito na Casa de Apoio Pediátrico é totalmente GRATUITO.

    << voltar