• Notícias

    Campanha oferece teste de HIV até dezembro

    Testes de HIV gratuitos começaram a ser feitos ontem em todo o Estado de São Paulo e serão oferecidos até 1.º de dezembro, Dia Mundial de Combate à AIDS. Promovido pela Secretaria Estadual de Saúde, o mutirão de testes é parte da campanha "Fique Sabendo", que incentiva o diagnóstico precoce da infecção pelo HIV. Até o dia 1.º de dezembro deverão ser feitos 120 mil exames, em mais de 460 municípios.

    17/11/2010, 07:08 h

    Leia mais

    Folha de S.Paulo divulga lançamento da campanha Fique Sabendo

    Jornal paulistano destacou a iniciativa da Secretaria de Estado da Saúde, que segue até o dia 1º de dezembro. Leia a seguir.Secretaria promove testes gratuitos de HIV em 470 cidadesDE SÃO PAULO - Começa hoje a campanha da Secretaria de Estado da Saúde "Fique Sabendo", que fará um grande mutirão para promover testes gratuitos de HIV em 470 municípios de São Paulo.O objetivo é incentivar o diagnóstico precoce da contaminação pelo vírus, considerado fundamental para o sucesso do tratamento.Para realizar o teste, não é necessário agendar horário. Basta comparecer à unidade de saúde...

    17/11/2010, 06:50 h

    Leia mais

    Após diagnóstico de HIV, vida sexual de homens e mulheres toma rumos diferentes

    Soropositivos necessitam de suporte mais humanizado dosprofissionais da saúde.Estudo realizado na Faculdade de Saúde Pública (FSP) da USP constatou que após o diagnóstico positivo de HIV, homens e mulheres sofrem piora em suas relações sexuais. Esse resultado pode estar relacionado a inúmeros fatores, desde o desempenho até a frequência do ato sexual. Segundo a pesquisa, ao comparar homens e mulheres, foi possível perceber que cada grupo considera diferentes variáveis como causas da piora na vida sexual.A psicóloga Lígia Polistchuck estudou o assunto em sua dissertação de...

    17/11/2010, 06:43 h

    Leia mais

    AIDS - Debate após os 50

    Baseado em sua rotina no ambulatório do Instituto Emílio Ribas, o médico infectologista Jean Gorinchteyn lança o livro Sexo e AIDS Depois dos 50 (Ícone Editora, 124 págs., R$ 21,00), com parte da renda revertida ao próprio hospital. O trabalho, que aborda o drama do diagnóstico, traz comentários de personalidades, como Paulo Goulart, Nicete Bruno, Lima Duarte e Adriane Galisteu. PUBLICIDADE No livro, o autor aborda formas de contaminação e situações cotidianas que podem representar risco, além de mostrar exemplos de superação de pacientes. "Discutir sexualidade por si só é...

    29/10/2010, 07:18 h

    Leia mais

    Sociedade Viva Cazuza completa 20 anos com dificuldades financeiras

    A letra de "Todo amor que houver nessa vida", de Cazuza, fala em "ser artista no nosso convívio/pelo inferno e céu de todo dia/pra poesia que a gente não vive/transformar o tédio em melodia". Vinte anos após sua morte e, paradoxalmente, o nascimento da ONG criada por sua mãe, Lucinha Araújo, os versos não poderiam estar mais atuais. Eles retratam parte da batalha diária pela sobrevivência da Sociedade Viva Cazuza (2551-5368), em Laranjeiras, que hoje não conta mais com doações suficientes. O nome desta canção batizará o terceiro livro de Lucinha, um compilado sobre a história...

    29/10/2010, 07:17 h

    Leia mais

    Mulheres com HIV debatem em Atibaia-SP direitos sexuais e a cura da aids

    Mais de 200 ativistas estão em Atibaia, interior de São Paulo, para debater o avanço da epidemia de AIDS entre mulheres, políticas regionais e nacional na área para a população feminina, entre outros. O 4º Encontro Nacional do Movimento das Cidadãs Posithivas vai até o próximo domingo. Segundo uma das organizadoras do evento, a militante Silvia Almeida, as participantes vão definir a agenda política do movimento no próximo ano. "Pretendemos levantar a bandeira da cura da AIDS, quase não ouvimos falar sobre isso e os ativistas estão muito acomodados com as novas drogas....

    29/10/2010, 07:09 h

    Leia mais

    Chega a Moçambique máquina brasileira da primeira fábrica de remédios contra Aids do país

    Maputo (Moçambique) - Depois de quase sete anos de expectativa, chegou hoje (27) a Moçambique a primeira máquina da fábrica de remédios de combate à AIDS do país, que está sendo montada com auxílio do Brasil. O equipamento, uma emblistadeira, foi trazido do Rio de Janeiro para Maputo em um avião Hércules da Força Aérea Brasileira (FAB). A máquina serve para moldar e embalar comprimidos. Foi levada para o local definitivo, um galpão na cidade vizinha da Matola, onde hoje já opera uma fábrica de soro fisiológico e glicose do governo moçambicano. "Os técnicos começam o...

    28/10/2010, 07:20 h

    Leia mais

    Pesquisadores promovem workshop sobre novos métodos de prevenção ao HIV para jornalistas

    A Iniciativa Internacional de Vacinas contra a AIDS, entidade internacional sem fins lucrativos, e os pesquisadores do estudo iPrEX no Brasil, convidam jornalistas para uma oficina sobre pesquisa em saúde, inovação na prevenção do HIV e as possíveis implicações para a saúde pública. O iPrex, conduzido em 11 centros clínicos no mundo, estuda a eficácia de prevenção ao HIV, antes de uma relação sexual, com o uso de remédios ANTIRRETROVIRAIS. O método é conhecido também como profilaxia pré-exposição. Os resultados, de acordo com os pesquisadores, devem ser divulgados até o fim...

    28/10/2010, 07:19 h

    Leia mais

    Departamento de DST/Aids divulga vencedores do concurso cultural Vidas em Crônicas

    O DEPARTAMENTO DE DST, AIDS e Hepatites Virais do Ministério da Saúde divulgou nesta terça-feira os vencedores do concurso Vidas em Crônica 2010. O conto de fadas João e Maria foi uma das histórias ganhadoras. A autora parafraseia a narrativa infantil para relatar a descoberta da "bruxa malvada", a AIDS, e falar também do encontro com o seu atual amor, o João. Mais do que descrever como é viver com a doença, Maria conta sua trajetória de superação de forma leve e envolvente. Outras quatro histórias de jovens que vivem com HIV e três relatos de quem convive com o vírus...

    27/10/2010, 07:22 h

    Leia mais

    Brasileiros procuram cada vez mais os testes de diagnostico do HIV

    Dados do DEPARTAMENTO DE DST/ AIDS e Hepatites Virais do Ministério da Saúde revelam que, de 2005 a 2009, aumentou o número de brasileiros que procuraram a rede pública de saúde para fazer teste de HIV. Em 2005 somente 680 mil pessoas fizeram o teste rápido. Neste ano, três milhões de pessoas terão o acesso ao mesmo teste. Outros cinco milhões de brasileiros procuraram o teste tradicional para detectar o HIV. O investimento do Ministério da Saúde na compra desses testes também aumentou. Em 2005, foram investidos cerca de 48 milhões na compra de testes rápidos e o tradicional...

    26/10/2010, 07:23 h

    Leia mais